sábado, 2 de janeiro de 2016

"Bipolar, emoções e como me superei!"

Conforme estudos do psicólogo da Universidade de Harvard, o PhD Daniel Goleman, “inteligência emocional refere-se à capacidade de identificar nossos próprios sentimentos e dos outros, de motivar a nós mesmos e de gerenciar bem as emoções de nós e em nossos relacionamentos”.  O psicólogo americano e PhD Hendrie Weisinger complementa citando que I.E. envolve quatro (4) componentes:

- A capacidade de perceber, avaliar e expressar corretamente uma emoção;
- A capacidade de gerar ou ter acesso a sentimentos quando eles puderem facilitar sua compreensão de si mesmo ou de outrem;
- A capacidade de compreender as emoções e o conhecimento derivado delas;
- A capacidade de controlar as próprias emoções para promover o crescimento emocional e intelectual.

O renomado Ph.D Daniel Goleman, por sua vez, ressalta que Inteligência Emocional (I.E) e administrar emoções envolvem:

- Conhecer as próprias emoções (autoconsciência);
- Lidar com emoções;
- Motivar-se;
- Reconhecer emoções nos outros;
- Lidar com relacionamentos;

Em meio aos estudos sobre as emoções, a história a seguir nos é esclarecedora, inspiradora e comovente:

Viviane de Carvalho Vaz é brasiliense e se graduou em Engenharia Civil pela Universidade de Brasília. Trabalha como engenheira civil desde 2011, ano este que também conquistou o certificado de escritora do Governo do Distrito Federal (GDF), assim como ela mesma me confidenciou. Viviane é Engenheira Civil, Empresária e Coach atualmente.

Convidei a coach Viviane Vaz para compartilhar conosco parte da sua história de lutas, descobertas, transformações, autoconhecimento e sobretudo, de contribuições e partilhas com o próximo. Abaixo relato gentilmente cedido por ela ao blog Leituras e Histórias de um Coach.


“Descobri que era bipolar no começo da minha vida adulta, em 2001. De lá pra cá não foi fácil, pois tive que aprender a lidar comigo mesma. Durante esses anos todos percebi que não é suficiente apenas fazer o tratamento tradicional, pois para você ficar realmente bem e o mais importante, se manter estável, você tem que aprender a lidar com as próprias emoções (administrar). Em 2006 comecei a escrever um blog sobre dicas de como lidar com a bipolaridade. Blog Convivendocom a bipolaridade (http://convivendocomabipolaridade.blogspot.com.br/).

No início, o meu incentivo vinha de escrever e falar sobre a própria doença, o que corria e seus reflexos nas pessoas envolvidas, seja direta ou indiretamente, ainda, o que estava me ajudando na recuperação e como eu estava lidando com a bipolaridade. Em compartilhar essa jornada, isto me fez perceber o quanto estava sendo útil para um grupo grande de pessoas, o que me motivou ainda mais a fazer novas postagens e aplicar projetos na área. Em outras palavras, a partir de várias buscas e aprendizados aprendi que a doença não era apenas uma manifestação ‘de que algo não estava bem comigo’, mas era uma oportunidade de várias descobertas, de autoconhecimento, enfim, uma verdadeira oportunidade de crescimento pessoal.

Estou a 9 anos estável emocionalmente. Aprendi e conquistei um maior equilíbrio emocional. São muitas coisas que me ajudaram a adquirir e a manter o equilíbrio, muitas dessas dicas eu compartilho no meu blog.

Ao longo desses anos eu participei (e participo) de vários trabalhos voluntários na área de saúde mental, dos quais tenho aprendido muito. Desde 2007 faço trabalhos voluntários na área nessa área da saúde. De 2007 a 2010, trabalhei como voluntaria no Centrode Valorização da Vida (CVV) atendendo pessoas por telefone. Já a partir de 2010, trabalho de forma voluntária no Núcleo de Mutuo ajuda às pessoas com Transtornos afetivos (APTA) do Distrito Federal, onde ofereço apoio emocional para portadores do transtorno bipolar e seus familiares.

Com intuito de continuar a ajudar essas pessoas de forma ainda mais efetiva, em Setembro de 2015, resolvi fazer um curso de capacitação em Personal e Professional Coaching  pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBC). Somado a essa capacitação, minha experiência e estudos, estou me especializando em ‘Coaching das Emoções’ dentro da área do Life Coaching. Interessante que a procura tem sido grande! Meu trabalho, embora seja mais complexo do que exposto aqui, objetiva ajudar pessoas a alcançarem o equilíbrio emocional e desenvolver estratégias para manter esse equilíbrio. Ajudo as pessoas a se superarem e administrarem suas emoções de forma mais positiva, a (re) descobrirem seus sonho e com isso, traçar planos de ação concretos para atingir tais sonhos/metas.”

Mais informações para o meu trabalho de Coaching e Palestrante acessa meu site: www.coachvivianevaz.com.

Aproveito para agradecer a coach Viviane Vaz pela disponibilidade, pela contribuição, pela generosidade e pela coragem de dividir conosco parte de sua própria história. Para conhecer melhor o seu trabalho de coach, acesse: www.coachvivianevaz.com  No que tange ao trabalho com o transtorno bipolar: convivendocomabipolaridade.blogspot.com.br.

Caso queira ainda entrar em contato direto com ela por email: vivianelifecoach@gmail.com.


“Espero que esta postagem possa ajudar o maior número de pessoas possíveis!”


Referências

Ph.DDaniel Goleman. Inteligência emocional. 77 Ed. Trad: Marcos Santarrita. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 1995.

PhD, WEISINGER, Hendrie. Inteligência emocional no trabalho: como aplicar os conceitos revolucionários da I.E. nas suas relações profissionais, reduzindo o stress, aumentando a satisfação, eficiência e competitividade. Trad: Eliana Sabino. Rio de Janeiro: Objetiva, 1997.

Blog Convivendo com a bipolaridade<http://convivendocomabipolaridade.blogspot.com.br/>Acesso em: 03 de jan. 2016

Blog Convivendo com a bipolaridade<http://www.cvv.org.br/>Acesso em: 03 de jan. 2016

2 comentários:

  1. Linda historia de luta e busca pelo autoconhecimento.
    Parabens Viviane.
    Jamylle

    ResponderExcluir
  2. Penso que a busca do autoconhecimento nos é uma temática constante na vida! Grande abraço!

    ResponderExcluir